quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Modelo do “Plano de Ação” a ser confeccionado pelas Entidades Filantrópicas para se adequar à Resolução no 16/2010 do CNAS



formato plano de ação; modelo de plano de ação; modelo de plano de ação para instituição filantrópica; modelo plano ação; modelo plano de ação; modelos de plano de ação
-----
O que muda na Lei de Assistência Social - Regras para as ONGs mudam e trazem mais transparência e menos burocracia.
-----

1.IDENTIFICAÇÃO

2.HISTORICO DA INSTITUIÇÃO/UNIDADE:
Breve histórico da Instituição /Unidade a natureza jurídica , fundação , missão , principais serviços prestados , abrangência de atendimento :bairro/cidade/região e modalidade(s) de atendimento que a instituição desenvolve conforme a Política Nacional de Assistência Social/SUAS.

3.OBJETIVOS:

3.1-OBJETIVO GERAL:
Descrever qual a finalidade geral da instituição , levando em consideração os resultados junto ao público-alvo que pretende alcançar. Deve-se iniciar a frase utilizando verbos no infinitivo , por exemplo :”capacitar” , “promover” , “investir” , “realizar” , “oferecer” , etc.

3.2-OBJETIVOS ESPECIFICOS:
Descrever pequenos objetivos intermediários da instituição necessários para que se alcance o objetivo geral.Deve-se iniciar a frase utilizando verbos no infinitivo , por exemplo :”capacitar” , “promover” , “investir”.

4. PÚBLICO ALVO DA INSTITUIÇAO:
Citar quem é o público-alvo da instituição considerando todos os serviços socioassistencias prestados , descrevendo as características que identifiquem o perfil dos destinatários das ações como idade , fases da vida (criança , adolescentes , jovens , idosos , famílias) e principalmente , descrever detalhadamente as variáveis de situações de vulnerabilidade social e/ou risco pessoal e social conforme a PNAS e SUAS (MATERIAL DE APOIO EM ANEXO*)

5.CRITERIOS ADOTADOS PARA INSERÇÃO DOS USUARIOS NA INSTITUIÇÃO:

Descrever os critérios de seleção na instituição , considerando o tipo de atendimento de cada projeto oferecido e as situações de vulnerabilidade ou risco pessoal e social estabelecidos na PNAS-2004 (Material de apoio em ANEXO ) , idade , entre outros fatores.

6.PROJETOS/AÇÕES PLAMEJADAS PARA O ANO:

Observação importante:trata-se de todos os projetos e ações socioassistencias a serem desenvolvidas pela instituição . Para cada ação/projeto , devem ser preenchidos os itens de 6.1 a 6.1.12 , pois trata-se de roteiro básico para cada projeto , devendo alterar apenas a sequência da numeração . Exemplos: 6.1 Projeto de Geração de Renda , 6.2 Apoio sociofamiliar ,6.3 Grupo de convivência , 6.4 Oficina de artesanato;

6.1 TITULO DA AÇAO/PROJETO

6.1.1 JUSTIFICATIVA
O porquê da existência do projeto Levantamento de dados antecedentes , analise e reflexão sobre a origem da ação/projeto , definição do problema que a ação / projeto , pretende abordar , caraterísticas da população alvo e dos benefícios diretos e indiretos da ação / projeto , importância dos resultados que se pretende alcançar , outras argumentações que justificam a necessidade da ação / projeto.

6.1.2 PUBLICO ALVO DA AÇÃO / PROJETO

6.1.3OBJETIVOS

6.1.3.1 OBJETIVO GERAL
Finalidade geral do projeto/ação

6.1.3.2OBJETIVOS ESPECIFICOS
Pequenos objetivos intermediários para o alcance do objetivo geral do projeto/ação.

6.1.4 METAS
Estabelecer concretamente o que se pretende atingir , quantas pessoas serão atendidas pelo projeto/ação e em quanto tempo.

6.1.5 METODOLOGIA
Deve retratar a forma adotada para o desenvolvimento do projeto . Descrever como as atividades serão realizadas na busca de se alcançar cada um dos objetivos e metas propostos (passo a passo , pessoas responsáveis pela atividade , carga horária , dias de funcionamento , conteúdos a serem trabalhados , etc).É importante propor um cronograma das ações.

6.1.6 DOCUMENTAÇAO E INSTRUMENTOS DE REGISTRO PARA O ACOMPANHAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO PROJETO/AÇAO JUNTO AOS USUARIOS

Assinalar quais os instrumentos que a instituição possui
( ) Ficha de cadastro dos usuários ;
( ) Ficha de acompanhamento/evolução;
( ) Relatórios .
( ) Lista de presença/controle de freqüência ;
( ) Instrumento para controle de entrega dos benefícios eventuais ;
( ) Plano individual de atendimento personalizado ao usuário;
( ) Plano de acompanhamento familiar
( ) Copia de documentação pessoal dos usuários ;
( ) Ficha de avaliação do serviço;
( ) Ficha de encaminhamento para a rede de serviços ;
( ) Sistema de informação (informatizado)
( ) Outros documentos. Descrever quais:

6.1.7 RECURSOS DISPONIVEIS PARA A AÇAO/PROJETO
Citar todos os recursos disponíveis pela instituição para a execução do projeto/ação

6.1.8 RECURSOS NECESSARIOS PARA A AÇAO/PROJETO:
Descrever os recursos Humanos , Matérias e Físicos necessários para a ação/projeto , ainda inexistentes na instituição.

6.1.9 PREVISÃO DE CUSTO
Necessário prever o custo total para a manutenção da Ação / Projeto dentro do ano;

6.1.10 PARCERIA PARA A AÇÃO /PROJETO
Descrever quais as parcerias efetuadas com órgãos , instituições de ensino , empresas , entre outras , para a execução do projeto/ação;

6.1.11 ARTICULAÇAO COM A REDE PARA A EXECUÇAO DO PROJETO :
Descrever quais as articulação a serem efetuadas pela instituição para o desenvolvimento do projeto / ações junto aos usuários no ano , compreendendo a articulação efetuada com a rede de serviço existentes na comunidade , serviços socioassistenciais , serviços de outras políticas sócias (saúde , educação , trabalho , habilitação , etc ) , órgãos de defesa dos direitos , conselhos municipais e de direitos , entre outros.

6.1.11ARTICULAÇAO DE MONITORAMENTO E AVALIAÇAO:
Controle da execução do projeto/ação. Descrever de que forma e com quem se dará a avaliação do trabalho, que possibilite observar se os objetos foram alcançados, se houveram mudanças nas pessoas envolvidas e no ambiente , dificuldades e facilidades encontradas no processo , se houve necessidade que realizar modificações na ação/projeto e que providencia  tomar para que estas modificações ocorram.


7.CRONOGRAMA
Analise os meses de desenvolvimento para cada ação e ou projeto.

7.PREVISAO DO CUSTO TOTAL DA INSTITUIÇAO / UNIDADE PARA O ANO

Retrata o custo ANUAL das ações socioassistenciais desenvolvidas pela instituições . É a soma dos custos de cada projeto apresentado anteriormente.

8. DESCREVER A FONTE DE RECUROS FINACEIROS DA INSTITUIÇAO QUE DEMOSTREM SUA SUTENTABILIDADE PARA O ANO.

Cidade X, ____________ de _______________de 2012.
Responsável pela elaboração do Plano: ______________________________
_____________________

Presidente da entidade
Fonte: Portal do Controle Social

Bibliografia Recomendada
Estado: entre a filantropia e a assistência social - Mestriner, Maria Luiza / Cortez
Filantropia Empresarial: nem caridade, nem direito - Beghin, Nathalie / Cortez

-->

5 comentários:

  1. Meu Deus, das horas que estavam pesquisando e achei, vcs me ajudaram muito, pois estava procurando justamente uma sugestão que fosse bem de acordo com a Resolução 016 do CNAS, e graças a Deus primeiramente, e a vcs que tiveram essa ótima idéia, eu achei explendido, q a benção de Deus caiam sobre vcs, e que de muita luz e sabedoria p/ ajudar e postar tal doc.
    obrigada CGL

    ResponderExcluir
  2. Procurei tanto, ainda bem que você colocaram no site... muito obrigado

    ResponderExcluir
  3. Bem completo e objetivo, adorei.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, será muito útil. Parabéns!!

    ResponderExcluir